Retirada águia do Teatro Municipal

Publicado | 0 comentários

Retirada de águia do Teatro Municipal vira atração na Cinelândia

No ano em que completa cem anos, o Teatro Municipal do Rio vai ficar novo em folha. A reforma começou em fevereiro do ano passado. No sábado, o maior símbolo do prédio foi retirado para restauração.

No ano em que completa cem anos, o Teatro Municipal do Rio vai ficar novinho em folha. A reforma começou em fevereiro do ano passado. Neste sábado, o maior símbolo do prédio foi retirado para ser restaurado.

A águia faz a guarda do teatro desde a inauguração. O voo do monumento de 800 quilos virou um espetáculo de graça para quem passava. Com tanto tempo de exposição, a escultura de cobre está com uma cor esverdeada.

Esta é a primeira vez que o Teatro Municipal passa por uma reforma desta proporção. Quando tudo isso terminar, o público vai encontrar um teatro novo, com cem anos de história recuperados.

Os 250 arquitetos, engenheiros, restauradores e historiadores que trabalham no teatro dizem que o palco das artes estará pronto para mais cem anos de espetáculos na reinauguração.

Quem virá depois de tantos talentos, artistas de todo o mundo e grandes nomes da cultura brasileira? Inspirado na Ópera de Paris, o teatro é um grande tesouro arquitetônico.

A riqueza está em cada detalhe, que agora recebe todo o cuidado necessário. A reforma vai desde a substituição das instalações elétricas e hidráulicas até a restauração de um acervo de artes único no mundo. Oito telas do pintor italiano Eliseu Visconti estão no local.

Dia 14 e julho, no centenário, o Municipal será aberto especialmente para a comemoração. A águia fará mais um voo de volta à guarda deste patrimônio. Até lá, estará brilhando novamente.

“A águia desce agora e vai ser toda cuidada na sua parte de metal, porque ela tem um tiro na asa e, depois, ela vai ser dourada. O que a gente quer é que, no dia 14, ela volte para cima do teatro, em um ato de amor a ele”, afirma Carla Camurati, diretora do Teatro Municipal.

Comente

Você precisa lse logar para comentar.